quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

MA e os sinais de fim do mundo


* texto integral de Amália Safatle


Como diz meu filho de 13 anos, muita bobagem acreditar nessa história de que o mundo vai acabar. “Na verdade, o mundo já está acabando”, deduz com sua voz desafinada de pré-adolescente, a partir de uma impressão do que vê à sua volta e em programas de tevê e no noticiário.
Sim, tecnicamente o mundo está mesmo acabando, ou a vida na Terra como a conhecemos. Pela segunda lei da Termodinâmica, a da entropia, nem toda energia é transformada em trabalho: parte dela se dissipa para o ambiente. Assim, é natural que a vida aos poucos se esvaia, ainda que isso dure bilhões de anos.
Mas, nesta era do Antropoceno, caracterizada por mudanças muito profundas na biosfera em um curtíssimo espaço de tempo pela mão do homem, as perdas irreversíveis ganharam de fato uma bela mãozinha.
“Irreversível” é uma palavra constante nos estudos e materiais que têm sido publicados no campo da sustentabilidade. Tipping point é outra expressão recorrente que vem nos causar arrepios.
Por exemplo, um artigo publicado na Nature em junho (de autoria de Anthony Barnosky et al) alerta para o fato de que ecossistema em escala global reage da mesma maneira que os ecossistemas locais: ele simplesmente colapsa de forma abrupta e irreversível quando são ultrapassados determinados limites.
A própria Nature, em 2009, publicou informações do Centro de Resiliência de Estocolmo que identificou a biodiversidade como um dos campos em que, disparado, os limiares estão sendo mais ultrapassados, seguido pelo ciclo de nitrogênio e pela mudança climática.
Assim, o risco de um colapso da vida na Terra em escala global é plausível e joga luz sobre a necessidade de se enxergar com antecedência os sinais dessa mudança que pode ocorrer literalmente de uma hora para outra.
É o que se chama de tipping point. Você vai enchendo o caldeirão e aparentemente está tudo bem porque nada acontece. Até que uma única gota a mais fará entornar o caldo.
No campo da mudança climática, mais más notícias. Tem caído por terra a ilusão de que ações de adaptação nos farão conviver de forma razoável com os efeitos do aquecimento global, já que este é inevitável. Conforme publicado no Estadão, um estudo conduzido pela Universidade das Nações Unidas e apresentado na COP 18 do Clima, ocorrida em dezembro no Catar, mostrou que há limites até mesmo para as ações de adaptação.
O estudo avaliou lugares vulneráveis no Butão, Bangladesh, Quênia, Gâmbia e Micronésia e concluiu que os custos estão ficando cada vez mais caros e perdas e danos continuam ocorrendo independente das medidas adotadas.
Mas o mais desalentador são as incongruências a essa altura do campeonato. Dentre as mais recentes está o gritante caso publicado na semana passada no jornal The Guardian, relatado pelo estudioso em energia Délcio Rodrigues, no Boletim da ONG Vitae Civilis (www.guardian.co.uk/environment/2012/dec/14/worldbank-climate-change).
Ao mesmo tempo em que o Banco Mundial publicou um relatório devastador (acesse em goo.gl/2rYhX) mostrando por que não podemos deixar o planeta aquecer  4 graus acima das temperaturas médias globais anteriores à Revolução Industrial, seu braço financeiro, a International Finance Corporation, considerava financiar uma nova usina termelétrica a carvão de 750 MW na Mongólia para mover a operação Tolgoi Oyu (considerada a maior mina mundial de cobre e ouro, um projeto de US$ 13,2 bilhões da mineradora Rio Tinto).
Rodrigues lembra que queima de carvão é a forma mais poluente de geração de eletricidade, 50% mais que o óleo combustível derivado de petróleo e quase 100% mais que o gás natural, segundo a agência norte americana de informação sobre energia.
O caso não é pontual: um relatório do World Resources Institute de novembro mostra que o Banco Mundial aumentou os empréstimos para projetos de combustíveis fósseis e carvão nos últimos anos a ponto de hoje injetar US$ 5,3 bilhões em financiamento para 29 projetos de expansão ou de novas usinas de carvão.
Taí um ótimo exemplo daquela mãozinha que nós, humanos, estamos dando ao fim do mundo.
AO SOM DE "O dia em que a Terra parou" (Raulzito)

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Brinquedo de gato improvisado by Moralesss


Olásss!!!

Nesta semana, por permissão do Soberanamente Justo e Bondoso Deus, tive a presença ilustre do meu velho companheiro nesta Terra, meu pai Oswaldo Morales...depois de uma correria intensa pelos eventos da vida, resolvemos brincar de artesãos...hehehe...e desta vez os contemplados com o resultado foram Johnny e Janis...

Seguinte. Estava eu navegando pela web, procurando um presente de natal bem legal para meus filhotinhos...quando vi  as casas de brinquedos SUR-TEI com os preços: R$ 500...R$700...R$ 1.200,00...e pensei: ESSE POVO É LOUCO???

Então, como, para mim, mente vazia é oficinas de boas ideias, resolvi desafiar meu velho e bom amigo daddy Morales para construir uma casa maluca para os meus gatinhos Johnny e Janis...e vamos lá ao processo!!!

Caso seja apaixonado(a) por gatos, gosta de “aprontar” e tem disposição para se arriscar em projetos malucos, essa dica é especialmente publicada para você! Em menos de dois dias tudo ficou pronto!!!

Os equipamentos necessários são: uma serra elétrica de pequeno porte (tico-tico), pregos pequenos, martelo, grampos e grampeador (tipo de tapeceiro).

Os materiais para construção são: tapetes e forros sem utilidade da sua casa mesmo (não podem ser fininhos); como vamos construir 3 cubos, serão necessários 15 madeirites para cada, totalizando 45 madeirites de 60 cm cada; 3 metros de tecido (chenille, jeans ou brim grosso) para acabamento frontal e/ou lateral.

Monte os cubos com os madeirites, usando uma lógica simples de encaixe e fixação com os pregos! Não há necessidade de se preocupar muito com o acabamento da madeira, pois ela ficará coberta ao fim do processo. E, aliás, os gatos A-DO-RAAAAAM os fiapinhos para afiar unhas e brincar dentro dos cubos!!!

Peça para cortar na serraria ou marcenaria mesmo!


Depois, use os tapetinhos, panos, lençóis ou mantas velhas de sua casa mesmo para revestir o fundo dos cubos montados. Neste caso, eu usei uma antiga manta de sofá. Recortei dois pedaços de 80 cm x 80 cm e grampeei ao redor do quadrado posterior. No cubo do meio usei um pano de chão escuro em bom estado de conservação. 

A estrutura de fixação dos madeirites no meio do cubo se intercalam na vertical e horizontal

Agora é a hora das laterais. Comprei um tecido parecido com sarja, sei lá...é grosso. Com 2 metros consegui recortar 6 parte de 80 cm x 80 cm e grampeei em todas as laterais planejadas dos cubos. Desta vez, me preocupei em ajeitar o acabamento, dobrando as bordas do fim do tecido para dentro, bem como acomodando para dentro os recortes do fundo dos cubos...assim, não ficariam pedaços ou fiapos para fora. Faça nos demais cubos!

Se você souber costurar, troque os grampos por um acabamento prespontado mais delicado

Observe que na parte térrea do cubo, eu coloquei um TNT branco (encardido hehehe), para dar a sensação de ser o fundo de um sofá... os gatos A-DO-RAM estraçalhar estes tecidos...quem tem gato e sofá sabe do que estou dizendo...hehehe...peguei de um sofá velho e grampeei!

Você pode usar feltro ou tecido de roupas velhas

Bom...os gatos são seres fofos e observadores...gostam de estar no alto, olhando tudo ao redor. Por este razão fiz um mirante no topo do terceiro cubo. Peguei uma espuma antiga de um brinquedo deles (que fiz com colchonete aproveitado) e grampeei envolta a uma manta no topo do cubo, lá no alto! Acho que Johnny aprovou, mesmo sem ter acabado o processo...hehehe

Para suportar o peso do seu bichano, coloque um madeirite ou fita grossa embaixo do colchãozinho

Vamos ao acabamento! Comprei 1,5 metro de outro tipo de tecido: chenille jacquard. É um dos mais baratos e resistentes para revestimento de sofás. Fiz a parte frontal dos cubos, deixando as portinhas de entrada e saída pros meninos! Grampeei tudo e ficou assim...

Coloquei colchãozinho no madeirite de suporte e grampeei panos de cozinha como redes internas

Juntando tudo, os três cubos podem ser invertidos para dar um “look” diferente...kkkkk...não é profissional, mas eles estão curtindo a geringonça! Hehehe...

Nas laterais das redes, grampeei pedaços de papelão. Eles adoram arranhar!

Materiais e preços:
*Aproveitamento de tapetes, mantas, espuma e forros de casa mesmo
*Pregos, martelo, serrinha, grampeador e grampos da caixa de ferramentas
*R$ 5,00 - 45 madeirites de 60 cm
*R$ 50,00 - 3,5 metros de tecido grosso (chenille e sarja, pode ser o que você tem em casa)

SOMA FINAL
: R$ 55,00 e muito AMOR, que não tem preço!!!

E VAMOS CELEBRAR A VIDA!!! Miau miau...

Ao som de: CELEBRATION DAY (Led Zeppelin)

domingo, 28 de outubro de 2012

Educomunicação é tudo de 'bão'...

O último encontro de profissionais e pesquisadores em Educomunicação em São Paulo - nos dias 25, 26 e 27 de outubro na USP - foi muito proveitoso! MuiiitaS informações, muiiiiiita troca de experiência, muuuuuitas ideias novas e inspirações para novos projetos, demaiiis do conta sôw.

O sábado contou com a presença dos sócios-fundadores e participantes do IV Encontro Brasileiro de Educomunicação, na ECA-USP, e trouxe uma novidade boa: abertura da ABPEducom para associação e o apoio de vários pesquisadores ao fomento da efetivação da Educomunicação pelo quatro cantos do Brasil.

 Educomunicadores marcaram presença na USP no sabadão!

O prof. Ismar Soares, sempre atencioso, deu todas as informações sobre a associação e aproveitei para conversar também com a profa. Patrícia Horta, da Universidade Federal de Pernambuco, que bateu na tecla de fazer uma super conexão de saberes e práxis entre as instituições interessadas seriamente em aplicar esta intervenção e multiplicá-la. No caso da nossa região amazônica Sul Ocidental, já nos comprometemos em manter o contato afinado para as trocas de experiência e possíveis viagens entre nossos pares da Universidade Federal de Rondônia e ir ganhando força na medida do possível.

Dá-lhe prof. Ismar...

O encontro também rendeu bons relatos de experiências no decorrer do 20 paineis e 4 mesas que aconteceram nos três dias de evento. Um verdadeiro bombardeio de informações educomunicativas ao nosso sempre aguçado desejo de querer aprender e saber mais, muiiiito mais, SEMPRE!

Enfim, a galera da Viração também estave por lá e contribuiu bastante com críticas construtivas ao observar algumas exposições nos paineis e com muita agitação educomunicativa pelos corredores do evento! Ééé, é a juventude protagonistas, literalmente, em ação!

Dá uma olhadinha nos e-mails e link da ABPEducom para quem quiser saber mais sobre a associação!


Como diria nossa querida Jane de Vilhena: abraços midiatizados!!!

Fotos: Evelyn Morales

AO SOM DE: Até pensei (Chico Buarque)

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Yes, he cans! Vilhena está, de fato, na América


Uma notícia legal, sobre uma pessoa legal! Parabéns, Fábio. Sucesso e aproveite a oportunidade!!!
A Embaixada dos Estados Unidos divulgou nesta terça-feira (23) os nomes de 37 estudantes de escolas públicas selecionados para participar do Programa Jovens Embaixadores 2013. Eles vão fazer um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos. Todos os custos com viagem, hospedagem, alimentação e atividades educacionais, culturais, sociais são cobertos pelo programa.
Para participar, o jovem deve ter entre 15 e 18 anos, estudar no Ensino Médio da rede pública e ter excelente desempenho escolar. É preciso ter boa fluência oral em inglês. “O programa Jovens Embaixadores para mim indica uma oportunidade de ser representante do Brasil nos EUA, de mostrar o seu orgulho de ser brasileiro e construir novas pontes de entendimento entre o Brasil e os EUA”, disse o embaixador Thomas Shannon.
Alessandro da Silva, de Rio Branco (AC)
Ana Clara Pereira Furtado, de Manaus (AM)
Aschiley Taemi Matsumoto, de Narandiba (SP)
Augusto Benjamin Chalegre Santos, de Caruaru (PE)
Caroline Syperreck Ramires, de Campo Grande (MS)
Davi de Almeida Oliveira, de Garanhuns (PE)
Davison Menezes Sicsu, de Parintins (AM)
Elton Valane Passamani, de Castelo (ES)
Fábio Ricardo Araujo da Silva, de Vilhena (RO)
Gemakson Mikael Mendes, de Fortaleza (CE)
Igo Pinheiro Lopes, de Castanhal (PA)
Igor Rosa da Silva, de Cachoeira do Sul (RS)
Isabel Theresa de Holanda Freitas, de Viçosa (MG)
Isadora e Sá Giachin, de Chapecó (SC)
Izabel Borges da Silva, de Palmas (TO)
Jailma dos Santos Silva, de Bayeux (PB)
Jocelia Martins de Oliveira, de Goiânia (GO)
Jonatan Augusto Almeida Oliveira, de Barbalha (CE)
José Gildson Silva Araújo, de Jaçanã (RN)
Jose Inacio Ribeiro da Silva Junior, de Terezina (PI)
Kelvin Guilhermino de Oliveira, de São Paulo (SP)
Leonardo Vieira de Oliveira, de Queimados (RJ)
Luize Bolzan Daniel, de Santa Maria (RS)
Marcos Abraao Borges Santos, de São Luís (MA)
Michel Santana de Souza, de Macapa (AP)
Michelly de Jesus Teixeira, de Várzea Grande (MT)
Nil Everton Gama dos Santos, de Salvador (BA)
Paulo Rogério Abrão Mileo Júnior, de Sapopema (PR)
Rangel Rodrigues de Amorim, de Lagarto (SE)
Rawanderson dos Santos, de Santana do Ipanema (AL)
Sara Priscila Marques Cantarin, de Bebedouro (SP)
Stefani Moreira Aquino Toledo, de Montes Claros (MG)
Thaina Tsukuda Queiroz, de Boa Vista (RR)
Thiago Negrão Chuba, de Curitiba (PR)
Valmir José Dias Filho, do Rio de Janeiro (RJ)
Waleska Nayara Silva Ribeiro, de São João da Serra Negra (MG)
Yasmin Gomes de Araújo, de Taguatinga Norte (DF)


A viagem dos 37 jovens embaixadores ocorrerá de 11 de janeiro a 3 de fevereiro de 2013. Durante essas três semanas de programa, eles passarão pela capital dos EUA, Washington, DC, e depois, serão divididos em grupos e enviados para diferentes cidades americanas onde ficarão hospedados em casas de famílias voluntárias.
Os jovens participarão de reuniões com autoridades do governo, líderes de ONGs, visitarão escolas e projetos sociais, farão atividades de voluntariado e frequentarão aulas em uma escola de ensino médio.
Texto integral retirado do portal G1 São Paulo
AO SOM DE: We are the champions (Queen)

sábado, 20 de outubro de 2012

Grande reportagem 'Eleições Vilhena 2012'

Galera da Turma VII mandando ver na grande reportagem de rádio sobre as eleições 2012. Muitas informações e dados sobre o pleito municipal. Muito bom! Como sempre, estes são acadêmicos de Jornalismo aprendendo e ensinando a valer, mesmo não sendo profissionais AINDA!!!

Bastidores, comícios, cartório eleitoral, dia de votação, entrevista com eleitores, candidatos. Muito bom!!!
Valew, meninos e meninas! (Agora temos váriooooos ajustes gramaticais a fazer, ok!)



Ao som de pri-ri-ri-ri da urna eletrônica...kkkkk (essa é pra vc, Renato!)

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Tempo: tardança do que está por vir

O título deste post é um trecho do poema argentino "Gaúcho de Martín Fierro" de José Hernadez, que faz menção aos moradores do extremo Sul brasileiro. Fui conhecer mais sobre o material integral por inspiração da obra "Reiventando a Educação" de Muniz Sodré, e curti a filosofia contida!


Se pararmos para pensar, no contexto temporal das palavras "tardança", "por vir", de fato, o tempo é isso e muito mais! São nossas expectativas engarrafadas a vácuo no presente que vivemos. Vejamos alguns exemplos no cotidiano mesmo: nossa preocupação pelo bom alimento, 'boa'(ou não) aparência, bom(ou não) senso, boas(ou não) amizades, boas(ou não) palavras. Pois tudo do hoje é, de fato, a "tardança do que está por vir". E se hoje o 'tempo' que está por vir é o resultado de nossa ação e/ou preparação hoje, então, nunca temos como escapar.

Sei que a análise é bem mais que isso. Mas como se trata de uma obra aberta, ouso a inspiração com o meu dia a dia. E mais. Ouso a associar com poesia.

"O que temos para hoje???
- O individualismo sem fim; de ações oportunistas de uns em detrimento do futuro maléfico a tantos outros
- A incapacidade de multiplicar o saber, preocupando-se com o futuro, sim, com o futuro de isolamentos
- Um olhar verde e, depois de seu último piscar, o cinza a restar
- O tic-tac a badalar, porém, sem reconhecer que o tempo não pode parar
- As causas impossíveis abraçadas por alguns e o lampejo de arrependimento por nada lutar
- O amor renegado e a paixão suprimida por quem tem no tempo sua melhor saída
- O contentamento do menor, sabendo que há melhor que um grande aparato a nos guiar
- A felicidade dos corajosos, pelo toque do relógio, um dia a estagnar!"
(Evelyn)

AO SOM DE: Mochileira (Geraldo Roca e Almir Sater)

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Rio: Capacitação para produção de projetos sociais


Bem que poderia dar um pulinho na Amazônia também!
Rio de Janeiro - O cidade do Rio de Janeiro recebe hoje (17) e amanhã (18) a oficina gratuita Caravana Social e Ambiental da Petrobras. A iniciativa tem como objetivo capacitar e tirar as dúvidas das instituições interessadas em apresentar projetos para o processo de Seleções Públicas dos Programas Ambiental de Desenvolvimento e Cidadania da estatal.
Na oficina de hoje, será apresentado o roteiro de elaboração de projetos voltados à geração de renda e oportunidade de trabalho, educação para qualificação profissional e garantia dos direitos das crianças e adolescentes, dentro do programa destinado à área social. Amanhã serão abordadas as informações referentes ao programa ambiental.
“Ela [caravana] ajuda tanto na gestão da instituição, por que ela ensina não só elaborar um projeto, mas também contribui na própria seleção da Petrobras. Ela ensina os critérios, os valores”, explicou Fabiana Nazário, coordenadora da caravana. Ela destacou que vários projetos selecionados foram orientados pelas caravanas.
Para Edmilson Ferreira, coordenador do projeto Comunidade Jovem dos Impossíveis, as oficinas vão direcionar e impulsionar projetos como o dele que tinha dificuldades para se estruturar. O projeto de Ferreira atende a crianças da Cidade de Deus, na zona oeste da capital fluminense, com aulas de música, sempre pautado na cidadania. “A gente espera que as crianças se espelhem sempre em bons exemplos. Queremos mostrar que elas podem obter o sucesso buscando o caminho certa na vida”, ressaltou.
A Caravana Social e Ambiental da Petrobras percorre todo o país a cada dois anos. Depois da Região Sudeste será a vez dos estados do Nordeste receberem as oficinas.
Os projetos selecionados serão patrocinados pela estatal por dois anos. As inscrições das instituições começaram em setembro e vão até o dia 18 do próximo mês. Na última edição foram inscritos cerca 5 mil projetos no país, mas apenas 113 foram selecionados. A coordenadora da Caravana esclareceu que o número de projetos aprovados depende dos recursos disponíveis da estatal, mas não informou o volume da verba. "A gente tenta fazer uma seleção equitativa, escolhendo, no mínimo, um projeto de cada estado", disse.
Edição: Talita Cavalcante (Agência Brasil)
AO SOM DE: Fora de ordem (Caetano Veloso)

Teoria e prática: radiojornalismo Unir 2012


Os produtos expostos são resultados da disciplina de Radiojornalismo I. As produções tem como foco eventos da cidade de Vilhena em 2012! O interessante nestes programetes é que são estudados vários conceitos e estruturas teóricas para construção textual em lauda e execução das pautas de produtos "diferidos, simultâneos, curtos e aprofundados". Isso tudo na prática.

Evidente que o conteúdo e produção final não são exemplarmente mercadológicos, mas é um passo inicial para a construção e aperfeiçoamento do conhecimento aplicado, afinal, os produtores destes programetes estão na faculdade para aprender...e também ENSINAR, uma vez que muitos tem a criatividade à flor da pele e isso caracteriza novas oportunidades de aprendizagem colaborativa entre os próprios acadêmicos e docente. Parabéns à turma! A tendência agora é o aperfeiçoamento, por isso, que venha Rádio II.







Ao som de: músicas de academia...affff

terça-feira, 16 de outubro de 2012

"Quase-fim!" do uso de animais em pesquisas

BRASÍLIA - O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) está selecionando propostas para estruturação da Rede Nacional de Métodos Alternativos ao Uso de Animais em Pesquisas (Renama). O prazo para inscrições vai até quinta-feira (18).
A Renama foi criada em junho deste ano com o objetivo de atuar no desenvolvimento, na validação e na certificação de tecnologias e de métodos alternativos ao uso de animais para os testes de segurança e de eficácia de medicamentos e cosméticos. Outra atribuição da rede é promover maior integração de trabalhos e estudos colaborativos de grupos que atuam nessa área.
Pelo edital, estão previstos recursos no valor de R$ 1,1 milhão para propostas voltadas para as linhas temáticas: financiamento de pesquisas para implementação em laboratórios, desenvolvimento e validação de modelo de pele humana na forma de kits para testes de segurança e eficácia, e métodos alternativos ao uso de animais.
As propostas devem ser encaminhadas ao CNPq exclusivamente pela internet e acompanhadas de arquivo contendo o projeto. A chamada e o regulamento podem ser conferidos no site da instituição.
De acordo com o presidente da Federação Latino-Americana de Biofísica, Marcelo Morales, a criação e o fortalecimento do Renama são fundamentais para o avanço da substituição de animais em pesquisas, quando houver comprovação científica da eficácia do método alternativo.
Morales, que também é professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), citou o exemplo de um método certificado internacionalmente para substituir os animais em testes de irritabilidade de pele. Esses kits, com estruturas celulares produzidas em cultura, são comercializados, mas o curto prazo de validade prejudica a importação pelo Brasil.
"O Brasil ainda não usa esse kit porque não conseguimos importar e usar durante o período de validade, que é apenas sete dias. Depois de ser enviado e passar por todos os trâmites da alfândega, o prazo já foi ultrapassado. É muito importante que tenhamos uma rede nacional que faça pesquisa com esses métodos alternativos e nos permita substituir sempre que possível", avaliou.
Morales enfatiza, no entanto, que o uso de animais para fins científicos ainda será necessário por muito tempo. "Neste momento, o Brasil dá os primeiros passos na proliferação desses métodos, mas ainda há uma necessidade muito grande dos animais para a ciência. Só vamos conseguir substituir em alguns casos. Ainda é desta forma [com uso dos animais] que vamos conseguir fazer novas metodologias para a produção de medicamentos e de vacinas não só para uso de seres humanos, mas também dos próprios animais", explicou.
Ele lembrou que a legislação brasileira exige que todas as instituições em que são feitas pesquisas com o uso de animais tenham uma comissão de bioética responsável por garantir que não lhes seja causado sofrimento. A representante no Brasil da organização Worldwide Events to End Animal Cruelty (Weeac), que defende o fim da crueldade contra animais, Patrícia El-Moor, vê com certo otimismo a iniciativa do governo brasileiro. Embora reconheça que a criação do Renama causa desconfiança entre ativistas que exigem uma resposta mais rápida e definitiva às suas demandas, ela acredita que a rede vai contribuir, de fato, para incentivar pesquisas de métodos substitutivos.
"Muitos ativistas defendem a libertação animal completa e imediata, mas eu acho que essa iniciativa, pelo menos, acaba com o argumento, de quem utiliza animais para fins didáticos ou em experiências científicas, que não há incentivo para o desenvolvimento de outros métodos. É um primeiro passo, destacou.
Por Thais Leitão (Agência Brasil)
AO SOM DE: Animal (Neon Trees)

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

A essa altura da vida... (risos)

Hoje o dia foi muito legal! Legal no sentido de legalizado...kkkk
Nunca me deparei com tanta burocracia para inscrição em processos de seleção. Pou%$#*... e para receber respostas simplórias na bendita Caixa Econômica Federal (que meu sogro não escute...kkkkkk), mas é vero!

Enfim, mas vamos em frente!!!

Hoje também foi dia de muitas conversas. Prosa para colocar em dia com sogro, sogra, cunhado...muito bom mesmo, em muitos km rodados pelas ruas de VilleCity, rs. Estávamos falando sobre altura...hehehe...e se a minha co-cunhada (que ainda não conheci pessoalmente, mas prezo muito) estiver lendo isso, escrevo que ela foi pauta de alguns tópicos sobre as "alturas da vida"!

Falaram sobre os 1,59m de uns, 1,71m de outros, 1,65m de outrém...e de outras alturas também...alturas referentes à responsabilidade que envolve alianças ideológicas e de ouro nos dedos mais enamorados (no dedo esquerdo - Ops, direito ainda - de Daniel Conde)...hehehe..a essa altura da vida, tenho que pensar nisso também...ou repensar...ainda estamos baixos?! Ou suficientemente altos para pular?! Ou altos demais para acordar! hehehe...anyway...

Ai, gente! Eu adoro escrever, mas hoje meu cérebro está processando tudo tão malucamente rápido que meus dedos não estão conseguindo acompanhar... (interrompendo a tecitura do texto - meu gato subindo pela bancada de cozinha fazendo bagunça, afffffffff)... então ... tá difícil, mas o dia rendeu.

Retornando ao assunto: as alturas da vida! Como é bom refletir sobre o que estamos passando e quando percebemos que não é tão complicado assim, dá até um alívio. Sabe quando você pára para pensar e diz assim para si mesmo: "- Mas era só isso??!"... E é quando encontramos o sentido no caminho e matamos o leão do dia. Porééééémmmm, sempre vem um filhotinho para você cuidar! E a esta altura da vida, perguntamos novamente: "- Mas era só isso??!"... Será só isso mesmo! Hmmm...deixa eu refletir mais!!!

Bom...vou tentar dormir! Preciso dormir. Isso não significa que vou conseguir, mas ir para cama com vontade é um bom começo. Ou não, hehehe!

Deixo aqui uma frase muito oportuna que curto na letra que estou ouvindo exatamente agora. Começou a canção...ai, a frase veio na hora certa: "...um anjo veio do céu ontem. Ela permaneceu comigo apenas o suficiente para me salvar...♪ 

AO SOM DE: Angel (suuuuuuuuuuuper Jimi Hendrix)

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

É bom ser criança...é bom brincar!!!

Ai ai ai, só essas meninas inteligentes e muito talentosas da Comunicação para me fazer colocar essas fotos no facebook: Aline Kraemer e Cláudia Malfatti. Affff! Eita, como o tempo passa. E olhe que somos tão jovens...nem chegamos aos 40!!! Mas o ciclo da vida é assim, não é mesmo?

1984 - 2004

Eu agradeço a meus pais por terem planejado esse encontro aqui na Terra. Eu agradeço ao planejamento de outro Astral para que isso acontecesse. Pelos encontros de tantas pessoinhas lindas (e outras nem tanto, hehehe) que me fazem aprender, chorar, sorrir, me inspirar na vida!
Quando somos crianças de RG (hehehe), nem pensamos no que virá, afinal, somos crianças. Mas quando a infância passa, percebemos que, de fato, não era possível pensar tão longe assim, tão para frente assim! "Assim", no sentido de "como serei daqui a 20, 30 anos".
"Assim", no sentido de "vou encontrar boas oportunidades".
"Assim", no sentido de "agradecer todos os dias pelas boas pessoas em nosso caminho".
"Assim", no sentido de "que venham outras infâncias, dos meus filhos, dos meus amigos, dos meus netos".
"Assim", no sentido de "acreditar na vida, bem como aproveitá-la no BEM!"

Ok, se hoje é DIA DAS CRIANÇAS, parabéns a todas e que Nosso Senhor possa olhar para TODAS as crianças deste e de outros planos, com boas e nem tão boas oportunidades materiais e espirituais. E que seja feita a Vossa vontade!

Desejo também muita LUZ e boas vibrações de Nossa Senhora Aparecida a TODOS nós, Espíritos neste plano e irmãos de tantas crianças merecedoras de estarem aqui, conosco, aprendendo e ensinando, evoluindo e nos deixando evoluir. Boas vibrações! Que assim seja!

Salve, Aparecida!
Salve, nossas crianças!

AO SOM DE: My girl (Patu Fu no projeto Música de Brinquedo!)

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Semana de Ciência e Tecnologia

Nesta semana dedicada à C&T, que tal pararmos para refletir sobre este cenário no Brasil?!

O principal ranking mundial sobre o acesso a centros de pesquisa na internet traz 98 instituições brasileiras. Vinte e uma delas são ligadas ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), com destaque para o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), segundo colocado na América Latina.

O instituto, líder entre as instituições brasileiras em 2011, 2010 e 2009, aparece atrás apenas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), ligada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. No ranking latino-americano, o Brasil ocupa as dez primeiras posições.

Entre os Brics (grupo de nações que também inclui Rússia, Índia, China e África do Sul), Embrapa e Inpe perdem somente para a Education and Research Network (Ernet) da Índia e a Academia Chinesa de Ciências. No resultado mundial, ficam em 39º e 40º, à frente da Fundação Nacional da Ciência (NSF) dos Estados Unidos) e do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), por exemplo.

O levantamento é organizado pelo Conselho Superior de Pesquisas Científicas da Espanha (Csic, na sigla em espanhol) e atualizado duas vezes por ano. Nesta edição, foram listados 8 mil centros de todo o mundo.

Ranking nacional - As instituições brasileiras presentes na lista incluem institutos, agências, organizações sociais e um colegiado ligados ao MCTI. O Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (CNPq) é o quarto colocado. O Instituto Brasileiro de Informação em Tecnologia e Ciência (Ibict) fica em sexto. O Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) aparece em décimo; o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) em 12º; o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), em 13º; a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), em 14º; o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) é o 15º; e o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), 19º.

O Sistema MCTI é representado por mais 12 integrantes: Observatório Nacional (ON), Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), Centro de Tecnologia Mineral (Cetem), Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), Instituto Nacional de Tecnologia (INT), Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM), Instituto Nacional do Semiárido (Insa) e Agência Espacial Brasileira (AEB).

A metodologia de classificação leva em conta a visibilidade, com base nos links externos, e a quantidade de páginas, arquivos e citações acadêmicas encontrados pelo buscador Google.

Texto: Pedro Biondi – Ascom do MCTI 

AO SOM DE: O vento e o tempo (Almir Sater)

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Que venha o "(Re)Ciclo de Cinema "


Nesta quarta-feira (10), a partir das 19h30, Vilhena será palco do projeto “(Re)Ciclo de Cinema Norte – Conscientização e Cultura”. Haverá exibição gratuita do filme “O Lanterninha” na praça da Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, e ainda apresentação de vídeos educativos sobre reciclagem, sustentabilidade e coleta seletiva de resíduos.

A ação cultural já passou por mais de 200 cidades das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, levando informações sobre qualidade de vida e ministração de oficinas ecológicas em escolas da rede pública de ensino.

(Re)Ciclo na região Centro-Oeste
Fonte: Site reciclodecinema.com.br

Um produtor capacitado também participa do projeto, integrando a caravana que chega aos municípios e visita as duas das principais escolas onde são instalados dois monitores de plasma de 50 polegadas e exibido uma edição compacta do filme “Carbono e Metano”. Há também a exibição de um filme institucional sobre as técnicas de reciclagem das embalagens longa vida da Tetra Pak, PET, vidros e latas, além de uma oficina demonstrativa do processo de reciclagem e confecção de papel reciclado.

O projeto é apoiado pela Lei Rouanet, patrocinado pela Tetra Park e realizado pela STR Produção e Marketing Cultural. Para mais informações, acesse: http://www.reciclodecinema.com.br

Fonte: Site (Re)ciclo de Cinema e Amanda Areval – Gerente de Educação Ambiental Semed/Vilhena

AO SOM DE: Flores em Você (Ira!)

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Hoje é dia dos aves...livres aves...

Quando acordamos com o som dos passarinhos na janela...é tão mágico.
Quem passa por isso sabe sobre o que estou tentando escrever...
Às vezes nos sentimos presos, mas ao abrir nossas mentes para o simples, as amarras se soltam...
São eles, os seus sons, são a música de consolação...
Lá vem a esperança e tudo parece que, de fato, não é em vão...
Pássaros são livres? Pássaros o são!
Que venham novas canções e alegrem o meu coração.

"Amo os peixes e os bichos da água 
Amo as aves e os bichos do céu 
Amo as flores e os seres da Terra. 
Tudo o que vive e se move nela. 

Há sempre andorinhas por onde eu vou 
Brincam no vento, nas asas do amor 
Amo a vida em toda a extensão. 
Há um São Francisco em meu coração. 

As pessoas, as plantas e os animais 
São canteiros do mesmo jardim 
Querem a alegri, o amor e a paz 
Ao beijo da vida todos dizem sim" 


AO SOM DA LINDA, LINDA MÚSICA: Andorinhas (Marcus Viana)

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Vidro de açúcar no "Manual do Mundo"

Tem cada coisa bacana nessa canal do Youtube. Claro que alguns são meio "molecagi", mas adoro a dinâmica dos aprendizados...hehehe..


AO SOM DE: Princesa (Ludov)

Somos todos UM!

Refletindo sobre "a imunidade do corpo e da alma", depois de uma ligação de uma querida parceira, fui estudar sobre as energias. Essa semana está sendo de muitas cobranças internas e isso acaba refletindo em nosso corpo e na alma. Bem, como eu acredito na alegria, pensamento positivo, energias e muito alto astral, deixo estas informações aqui para quem gosta de dar uma passadinha no blog.

NATUREZA é tudo de bom! Então, antes de começar a escrever aqui, fui dar um pulo (literalmente) no gramadinho que fiz pros meus filhotinhos de gato, para capturar as energias do verde das plantinhas! SALVE! E lá vamos nós à pesquisa de hoje:

"A energia atua diretamente em nossa aura e, assim como um imã, faz com que a gente atraia tudo que está disponível no astral e no ambiente, de acordo com nossa frequência. Se a freqüência for positiva, o processo é de auto limpeza e de decompressão interior. Se a freqüência for negativa viramos uma lixeira do astral, e nos tornamos o nosso próprio obsessor. Vibração é vida... E vida é consciência. Todas as formas de vida são emanações da luz Divina e fragmentos da consciência Universal. O som, a música, a cor, a luz, os minerais, os vegetais, os pensamentos, a oração, as formas geométricas, tudo vibra, embora em frequências variadas".


E viva a Vida!

Que nossas faixas de vibração estejam sempre bacanas! E é isso mesmo: vamos viver a vida e não apenas existir...muita LUZ para tod@s nós, hoje, amanhã, SEMPRE!!!

Fonte: SOMOS TODOS UM. Dicas para melhorar a energia. Disponível em: <http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=3005>. Acesso em 03 out. 2012.

AO SOM DE: Juventude e vida (Tim e Vanessa) 

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Vilhena no programa Jovens Embaixadores


Espírito de liderança, comprometimento, responsabilidade, inteligência são alguns dos adjetivos que estão na boca de quem fala sobre o estudante de 17 anos, Fábio Ricardo Araújo da Silva, da escola Maria Arlete Toledo de Vilhena. “Foi justamente por causa dessas características que o inscrevemos no Programa Jovens Embaixadores”, explica a professora de Língua Inglesa, Rosiane Martins Costa.

O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos e conta com apoio do Ministério da Educação e da rede de centros binacionais Brasil-Estados Unidos. A intenção é beneficiar estudantes com uma viagem de três semanas aos Estados Unidos para intercâmbio educacional e cultural. Um sonho para muitos brasileirinhos que não dispõem de recursos financeiros para isso, como Fábio, que está feliz por representar Rondônia na seletiva final. “Eu só viajei de Belo Horizonte para cá, e também para Seringueiras, aqui no interior de Rondônia, onde moram meus avós. Fora do Brasil, nunca. Um dos meus desejos é conhecer Nova York. Se eu conseguir agora, vai ser muito legal, porque eu não esperava”, conta entusiasmado.

A seleção em Rondônia contou com a inscrição de 143 jovens e foi organizada pela Secretaria de Estado da Educação. Fábio conseguiu se classificar e entra na fase nacional para concorrer a uma das 35 vagas. Para representar o Estado, o estudante teve que provar o que sabe em avaliações escrita e oral e também nas atividades que já desenvolve na própria escola, como voluntário no Laboratório de Informática Educacional. O estudante só tem boas notas em sala de aula é e autodidata da Língua Inglesa, quesito fundamental na seleção do Programa. Talento que lhe rendeu uma bolsa de estudos de inglês na rede de idiomas Fisk de Vilhena. Sorte? Não, não. Reconhecimento da força de vontade e inteligência do rapaz, que pretende seguir carreira na área da Tecnologia da Informação.

A próxima avaliação envolve uma detalhada revisão de documentos e perfil do candidato por parte do Comitê de Seleção do Programa. Boa sorte, Fábio!

Os pais, dona Irene e seu Tarcísio, orgulhosos

Sobre o Programa Jovens Embaixadores - Criado em 2002, o programa já beneficiou 294 jovens brasileiros. Atualmente, ele ocorre em 25 países. O principal objetivo do programa é valorizar e promover o fortalecimento da educação pública por meio desses jovens, transformando-os em modelos para seus colegas e a comunidade.

Fontes: Portal do Programa Jovens Embaixadores
Anandréia Trovó – Coordenadora Pedagógica do Ensino Médio/SEDUC/Vilhena
Inês Fernandes da Silva – Coordenadora Pedagógica EEEFM Maria Arlete Toledo

AO SOM DE: Tudo está parado (Jota Quest)

domingo, 30 de setembro de 2012

"A" de alternativo e "R" de reutilização!

Por causa de uma conversa - do nada - com uma aluna nossa da universidade, acabei postando no facebook um trabalho de "marcenaria-de-meia-tigela" que fiz aqui pra minha casa. (E olhe que essa conversa rendeu, hein! Meninos do céu...era 1h da madruga...pior que esse dia fui dormir só às 7h da manhã, affff...mas valeu)


Resultado da "molecagi"

Seguinte...desde criança eu fico inventando moda, copiando moda, reciclando as coisas, mas nunca dei publicidade a essa aptidões...hehehe...vou mostrar aqui, pois penso que pode ser inspiração para quem se interessar! É um elemento decorativo alternativo e seguindo alguns princípios de sustentabilidade, como os famosos "Rs" que já comentei no post Prontos para os três ERRES??!

Neste caso, usei mais a REUTILIZAÇÃO...e vamos aos trabalhos! Para fazer este tipo de "rack" você vai precisar de:

- 3 caixotes de supermercado
- Lixa fina para madeira
- 1 lata pequena de tinta acrílica a base d'água (reaproveite da reforma de sua casa, de parentes ou vizinho)
- 1 lata pequena de verniz a base d'água (seca mais rápido!!!)
- rolinhos de espuma para pintura
- pincel para acabamento dos cantinhos
- 1 bisnaguinha de silicone (para colar as caixas à prancha de madeira)
- 1 prancha de madeira aglomerada do tamanho dos caixotes unidos (reaproveita peças de madeira que soltaram de armários velhos, cabeceiras de cama ou até mesmo portas sem uso - mas tem que cortar sob medida)
- 1 tampo de vidro em cima (só para dar acabamento funcional e visual - pode deixar sem, caso não o queira)
- Cerca de meio período do dia para execução da obra...hehehe...tem que esperar as caixas secarem da lavagem e depois da pintura também!


É tudo muito simples demais da conta sôw!!! Lave as caixas com água misturada com um pouco de desinfetante e alcool para tirar aquele "cheirinho boooommm" de lixo do mercado. Deixe secar na sombra. Quando tiver seco, lixe as partes mais ásperas e tire as farpas mais visivelmente "maloqueiras" (hehehe) para dar um acabamento legal.

*FAÇA TODO O PROCEDIMENTO DE PINTURA COM AS CAIXAS LIVRES, OU SEJA, FORA DO ESQUEMA DE MONTAGEM FINAL.

Com a tinta acrílica da cor que você desejar ou tiver, pinte uniformemente a caixa utilizando o rolinho de espuma...pinte a primeira "demão", espere secar, pinte outras duas "demãos"....a cobertura vai ficar bacana, principalmente se for cor escura ou chocante!!! Ah...não esqueça de observar os vãos e frestas das caixas, os cantinhos, cuidado para não deixar sem pintura. Por isso é importante usar o pincel para acabamento!

Depois que a tinta acrílica secar é a vez do verniz. Pegue o pincel e vá pincelando sobre as caixas. Faça o mesmo procedimento de "demãos" para ficar um brilho vibrante!!!

Mesmo depois de mais de um ano, as caixas ainda brilham (na luz do flash, mas brilham, hehehe)


Depois da pintura e da seeeecageeeem, a montagem é simples. Primeiro, coloque as rodinhas em posições estratégicas na prancha de madeira (já pintada também!!!!).  Cuidado com a lógica "físico-quântica" no posicionamento das rodinhas kkkkkkkkkkkk...brincadeira...tem que ter lógica, né gente! Eu coloquei 5 (uma em cada canto e outra bem no centro da prancha) para garantir o suporte do peso. Depois, uni as caixas em cima da prancha de madeira. Tava tudo bem, tudo certo, mas é preciso fixar essas caixas na prancha...daí eu usei silicone entre a prancha e o fundo inferior e lateral de encaixe das caixas.

 Observem o posicionamento das rodinhas abaixo da prancha e as caixas acima

Bom, eu coloquei um tampo de vidro fino, sob medida, só para colocar pecinhas de decoração e ficar mais estável. A ideia é deixar o mais simples possível, mas, às vezes, eu exagero...hehehe...aproveitei meu bonsai, livrinho dos Beatles, potinhos indianos e um poema lindo sobre as estações do ano de Pablo Neruda. Aiii aiii...vou chorar...kkkkkkkkkkkkk

  Vidro pode ser "temperado" aos que preferem mais segurança. O meu é sem sal, por favor! kkkk

E o resultado é esse: muita loucura, falta do que fazer, criatividade, pouco dinheiro, falta de terapeuta na cidade...hehehehehe...é sério...é uma form divertida, econômica e saudável de proteger nosso planeta e alegrar nossa casa aqui na Terra...

É isso! Quando eu tiver menos preguiça eu posto meus outros "dotes" de moça prendada! kkkkkkkkkkkk

AO SOM DE: Na sua estante (Pitty) hehehe

"Quero apenas cinco coisas...
Primeiro é o amor sem fim 
A segunda é ver o outono 
A terceira é o grave inverno 
Em quarto lugar o verão 
A quinta coisa são teus olhos 
Não quero dormir sem teus olhos. 
Não quero ser... sem que me olhes. 
Abro mão da primavera para que continues me olhando"

(Pablo Neruda)

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Temos o ventre livre, graças ao Barão!!!

A Lei do Ventre Livre concede liberdade aos filhos de escravos nascidos a partir da data de publicação dessa norma. Os indivíduos contemplados pela lei ficam sob a tutela dos senhores de escravos até completar a maioridade. Também conhecida como “Lei Rio Branco” foi uma lei abolicionista, promulgada em 28 de setembro de 1871 (assinada pela Princesa Isabel). Esta lei considerava livre todos os filhos de mulher escravas nascidos a partir da data da lei.




Olha o Barão!

Como seus pais continuariam escravos (a abolição total da escravidão só ocorreu em 1888 com a Lei Áurea), a lei estabelecia duas possibilidades para as crianças que nasciam livres. Poderiam ficar aos cuidados dos senhores até os 21 anos de idade ou entregues ao governo. O primeiro caso foi o mais comum e beneficiaria os senhores que poderiam usar a mão-de-obra destes “livres” até os 21 anos de idade. 

A Lei do Ventre Livre tinha por objetivo principal possibilitar a transição, lenta e gradual, no Brasil do sistema de escravidão para o de mão-de-obra livre. Vale lembrar que o Brasil, desde meados do século XIX, vinha sofrendo fortes pressões da Inglaterra para abolir a escravidão.

Junto com a Lei dos Sexagenários, A Lei do Ventre Livre (1887), a Lei do ventre Livre serviu também para dar uma resposta, embora fraca, aos anseios do movimento abolicionista.


TRANSFORME ISSO EM RÁDIO!!!

Fonte integral de consulta e Control+C Control+V: "suapesquisa.com" e "brasil.gov"

Ao som de: ?Eu sou neguinha? (Vanessa da Mata)

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Dia de muita coisa boa!

Oi galera!

Hoje, segundo o portal Arte e Educação, é dia de muita coisa boa: Cosme e Damião (hhmmm, doces, doces...), Encanador (e vamo que vamo nas precisões da vida...), Mundial do Turismo (adoro viajar) e Nacional do Idoso (bjoooo vó Landaaaaaa).

E como eu sou meio Forrest Gump, vamos aos babados reflexivos do post!

Cosme Damião: Depois de mortos, esses dois meninos gêmeos, Acta e Passio, apareceram materializados ajudando crianças que sofriam violências no Século V. A associação com as guloseimas é dada pelo Candomblé, pois os pequenos fariam qualquer auxílio em troca de doces gostosos!!! 



A minha história mais chocante com essa data foi durante uma reportagem na TV Record MS quando eu era repórter em Campo Grande. O dia era esse mesmo, porém, em 2002. Fomos a uma comunidade bastante tradicional da cidade, São Benedito, promotora da festa anualmente. Tínhamos que entrevistar a senhorinha organizadora da festa e...quando eu menos esperava, aliás, nós (lembro do cinegrafista Zé Luiz e do auxiliar, Clementino, olhando muito loucos kkkkkkkkkkkk), na primeira resposta, a senhorinha começa a falar estranho demais da conta sow!!! Rapaaaaaaaz, ela estava incorporada pelo espírito de um dos gêmeos...e pedia com uma voz de criança, bem diferente de uma dicção ou tom de uma mulher de 50 anos: 

"- Marrr menina, me dá um bolinho aí, vááá, dá, dá!!"

Não sabíamos o que fazer e logo o cinegrafista focou a câmera para outro lado e comecei a falar da mesa do bolo, que estava liiiiinda demais, das crianças correndo e blá blá blá...kkkkkkkkkkkkk...foi sensacional. 

Lembro da zoação depois. Os meus amigos, principalmente a turminha do Fetus, dizendo que sou "diou"...."di outro mundo" kkkkkkkkkkkkkk, pois consegui uma entrevista exclusiva com os irmãos Cosme e Damião direto do 'além' kkkkkkkkkkkkkkkk! FALA SÉÉÉÉÉRIO...



As armas do crime!

Mas era massa demais...a gente ganhava pouco, mas se divertia...kkkkkkkk

E SALVE COSME E DAMIÃO, NOSSOS AMIGOS DA NATUREZA INFANTIL!!!!


Um doção para eles!!!!


AO SOM DE: Sonífera Ilha na versão do projeto Música de Brinqueto (Patu Fu)

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Super dica: Rádio Ambiente 21

Olá galera!

Esse projeto é muito legal. O resultado é "show de bola" e vale a pena conferir!



AO SOM DE: Menti Pra Você, Mas Foi Sem Querer (Pato Fu)

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Rádio, rádio, rádio!!!

Dizem que o dia do rádio é hoje, dizem que foi dia 20, 22 ou 23 de setembro. Estudos apontam para a emissão do discurso do Epitácio Pessoa...outras pela iniciativa de Roquete Pinto. Ai, quer saber...aqui, para mim, não faz muito sentido! O que eu não poderia deixar de registrar é a minha profunda paixão e respeito por este veículo, afinal, vivo injetando materiais por aqui com a mesma ideia, sempre: RÁDIO, RÁDIO, RÁDIO...e claro, com a nossa muito prezada EDUCAÇÃO AMBIENTAL! Oras...divulgando e cantando e radiando as canções, informações e paixões...hehehe!

Galera da turma de Rádio do Mídias na Educação - Vilhena (1ª oferta)

Quando eu era pequenina, amava ouvir os programas musicais com o tema Rock 'n roll, baby! Éééé, o tempo foi passando e minha história com o rádio continua firme e forte. Obviamente mudou um pouco, mas fortalecida. Entrou em meandros científicos, porém, não menos apaixonantes (apesar da ciência nos alfinetar para ficarmos longe de nossos objetos de estudo...enfim!!!)...

Meu bom e velho pai tem muita influência nessa paixão. Aos sábados, nos meus 12, 13 anos, eu escutava seus programas na Rádio Caiari e ficava louca para ligar e pedir músicas, participar dos quadros de "pergunta-resposta"...até que um dia, o feitiço virou contra a feiticeira...hehehe...e lá se vão quase duas décadas de companhia apaixonante deste meio em minha vida!

Saí de casa para estudar ainda adolescente e o rádio esteve presente em dois super momentos: nas primeiras participações na Rádio Brasil do Rio de Janeiro, com transmissões de boletins direto de Cuiabá e depois ao conhecer uma pessoa MA-RA-VI-LHO-SA, Sérgio Kiss, na faculdade de Comunicação. Como esse cara me inspirou!!! Aliás, me inspira...e eu mal saberia que 10 anos depois ele viria a ser o meu padrinho de casamento!Padrinho no rádio, padrinho na vida! Esse CARA, super-ultra-mega-power-blaster competente radialista e jornalista de Mato Grosso, seja em seus programas noticiosos ou de entretenimento, me ensinou muita coisa (ainda me ensino muitoooo)...mesmo ele sem ter a consciência de que o que respira(va) me atinge(ia) positivamente! Eiiiiiiiiiita cachaça braba!!!!

Essa é velhaaaa...na CBN Pantanal em Campo Grande/MS (tipo...uns 12 anos atrás??)

Depois o rádio foi me entorpecendo, PARA O BEM. Quando menos percebi, os trabalhos que passei pela Rádio CBN Pantanal, Rede Boa Vontade, Segredo FM, Rádio Cidade FM, Educativa FM, Uniderp FM, Cultura FM foram virando vício...reconhecimento, prêmios, estudos...e agradeço aos professores SENSACIONAIS como Sérgio Kiss, Renato Baumer, Carlos Eduardo Bortoloti, Arlindo Florentino, Ben Hur, Rúbia Vasquez, Celito Espíndola, Clayton Sales e tantos outros.

Agora é hora de mais multiplicação de informação!!! O rádio faz parte da minha vida com pesquisas, extensões e projetos de intervenção pedagógica nas escolas de Rondônia...e mais uma vez a paixão fica explícita: rádio é DEZ! Trabalha oralidade, trabalha escrita, trabalha a autoestima, trabalha a percepção auditiva e muito mais que isso: TRABALHA A CRIATIVIDADE...IMAGINAÇÃO! Quer coisa melhor??!!

Então é isso. Salve o RÁDIO! Salve a tod@s que trabalham com este veículo de maneira honesta, íntegra, séria...no aspecto de fazer o rádio FAZER SENTIDO na vida das pessoas, SEMPRE!!!

Ao super som de CAMINHOS ME LEVEM (com Almir Sater)